• Argentina
  • Bolívia
  • Brasil
  • Chile
  • Colômbia
  • Costa Rica
  • Cuba
  • Equador
  • El Salvador
  • Guatemala
  • Honduras
  • México
  • Nicarágua
  • Panamá
  • Paraguai
  • Peru
  • República Dominicana
  • Uruguai
  • Venezuela
Financeiro
Advent capta US$ 1,65 bi para América Latina

A gestora de private equity Advent acaba de concluir a captação de um fundo de US$ 1,65 bilhão para investir na compra de participações em empresas na América Latina. Esse é o primeiro fundo fechado mundialmente pelo Advent desde o estouro da crise financeira em outubro de 2008.

Segundo o Valor apurou, cerca de 50% desse valor deve ter como destino o Brasil. Com o novo fundo, o Advent totaliza US$ 5 bilhões em recursos levantados para a região por meio de cinco fundos desde 1996.

O alvo do novo fundo são empresas de serviços financeiros, varejo, educação e concessão de aeroportos. Há mais de dez anos o Advent investe em concessionárias de aeroportos na América Latina, um negócio que no Brasil ainda é controlado pela estatal Infraero, mas que o governo já sinalizou a intenção de passar para a iniciativa privada. Também estão no radar da gestora negócios na área de energia e de portos. A expectativa é que de 10 a 15 companhias recebam aportes do Latin America Private Equity Fund V nos próximos quatro anos.

O Lapef V é o maior fundo já captado pelo Advent para a região. Até agora, o maior deles tinha sido o Lapef IV, que levantou US$ 1,3 bilhão em 2007. Parte desses recursos foi investida em empresas como a cadeia de restaurantes International Meal Company, a custodiante de títulos financeiros Cetip e a rede de escolas Kroton. Cerca de US$ 300 milhões do fundo IV ainda não foram aplicados.

O processo de captação desse novo fundo estava em curso desde o fim de 2008, pouco depois do estouro da crise. Segundo informações da Advent, o Lapef V conta com 51 investidores, sendo que 80% deles são dos Estados Unidos e da Europa. São em sua maioria fundos de pensão, como o Washington State Investment, dos funcionários da capital dos Estados Unidos, que investiu US$ 100 milhões. Como já ocorria nos fundos mais antigos, os recursos vieram apenas de investidores internacionais.

Fonte: Valor, por Carolina Mandl, de São Paulo
12/04/2010 
 


 
últimas notícias da categoria:
 
Mais notícias desta categoria:
 
Veja todas as notícias:
 
Envie esta notícia

 Voltar
  • banner_america_latina

© Copyright 2007 / 2007 - Todos os Direitos Reservados