• Argentina
  • Bolívia
  • Brasil
  • Chile
  • Colômbia
  • Costa Rica
  • Cuba
  • Equador
  • El Salvador
  • Guatemala
  • Honduras
  • México
  • Nicarágua
  • Panamá
  • Paraguai
  • Peru
  • República Dominicana
  • Uruguai
  • Venezuela
Tecnologia da Informação
Peru e Chile adotam sistema nipo-brasileiro

O Peru engrossou, ontem, a lista dos países que vão adotar o sistema ISDB-T, também conhecido como sistema nipo-brasileiro de televisão digital. Os ministros Hélio Costa, das Comunicações, e o peruano Enrique Cornejo, dos Transportes e Comunicações, assinaram o documento que oficializa o processo. "Estamos caminhando em direção a um sistema sul-americano de TV digital", disse o ministro brasileiro, comentando a expansão do sistema na região.

O Brasil tenta disseminar o sistema há três anos. "Isso vai facilitar todo o intercâmbio dos países do Cone Sul. Não apenas o intercâmbio comercial, mas também cultural, artístico e tecnológico", acrescentou Hélio Costa.

O ministro disse que o Brasil aprendeu muito sobre a implantação do sistema e, por isso, está preparado para colaborar tecnicamente com outros países.

A adesão de mais países da América Latina ao sistema é considerado um fator porque ajuda a diminuir os preços dos equipamentos conversores - necessários para a captação do sinal da TV digital - e dos televisores de alta definição. O ministro Hélio Costa afirmou que "o Brasil representa apenas metade do mercado sul-americano" desses equipamentos.

"Vim feliz e com muita certeza de que fizemos a escolha certa, no momento certo", afirmou o ministro peruano Enrique Cornejo. Ele afirmou que além da cooperação entre os países, também foi importante na escolha do sistema fatores tecnológicos e econômicos.

Cornejo também informou que a implantação do sistema de TV digital em seu país vai custar cerca de US$ 80 milhões.

Hélio Costa afirmou que o Brasil pode ajudar a financiar os investimentos necessários à adoção do sistema no Peru. Ele disse que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) oferece uma linha de crédito de R$ 1 bilhão que estará à disposição dos países que queiram aderir ao sistema de TV digital nipo-brasileiro.

Além do Peru, o Chile também ratificou, ontem, a adoção do sistema ISDB-T para a televisão digital. A Argentina já havia aderido em agosto. As negociações com Cuba, Equador e Venezuela também estão adiantadas. Na América do Sul, apenas a Colômbia e o Uruguai optaram pelo padrão DVB, utilizado em países europeus.

O ministro Hélio Costa manifestou a expectativa do governo de que, a partir de janeiro de 2010, os aparelhos de TV acima de 32 polegadas já venham com conversores digitais embutidos e que os telefones celulares saíam de fábrica com receptores de TV digital, dando algum tipo de apoio às companhias que aderirem ao sistema.

Paulo Victor Braga, de Brasília
Valor Econômico, 15.09.2009.

 
últimas notícias da categoria:
 
Mais notícias desta categoria:
 
Veja todas as notícias:
 
Envie esta notícia

 Voltar
  • banner_america_latina

© Copyright 2007 / 2007 - Todos os Direitos Reservados