• Argentina
  • Bolívia
  • Brasil
  • Chile
  • Colômbia
  • Costa Rica
  • Cuba
  • Equador
  • El Salvador
  • Guatemala
  • Honduras
  • México
  • Nicarágua
  • Panamá
  • Paraguai
  • Peru
  • República Dominicana
  • Uruguai
  • Venezuela
Brasil: Vendas de veículos crescem 28% em 2007 e batem recorde

Folha de S. Paulo, 03/01/2008.

Brasil: Vendas de veículos crescem 28% em 2007 e batem recorde
Dezembro fecha com segundo melhor resultado do ano e maior média de vendas diárias; a expectativa para este ano é de aumento de 19% nos negócios
MARINA GAZZONI

O setor automobilístico pode comemorar o resultado do ano passado: o número de veículos vendidos fechou em 2,3 milhões, um aumento de 28% em relação a 2006, segundo dados do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores). O desempenho do setor em 2007 foi o melhor já registrado e superou em mais de 470 mil unidades o recorde anterior, de 1997.

Dezembro teve o segundo melhor resultado por mês do ano, com a venda de 231,5 mil veículos-em outubro foram 232,7. Em comparação com o mesmo mês do ano anterior, o crescimento foi de 18%.

Apenas na primeira quinzena, as vendas chegaram a 126 mil veículos, um crescimento de 42,7% em relação ao mesmo período de 2006 e 13,4% em comparação com a primeira quinzena de novembro.

Como tem menos dias úteis, a média diária de negócios em dezembro foi a melhor de 2007, com 11.575 unidades comercializadas por dia.

Para o presidente da Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores), Sergio Reze, a queda dos juros, o controle da inflação, o aumento do crédito e dos prazos de pagamento contribuíram para o crescimento das vendas de veículos.

"Com o bom momento da economia, o consumidor buscou satisfazer seu desejo de viver melhor. E a primeira coisa que o brasileiro procura para melhorar de vida é o veículo", conclui Reze.

A previsão da Fenabrave é que o setor continue a crescer neste ano, mas com uma proporção menor- de 19% ao ano.

Concentração
Os resultados de 2007 mostram a disputa das concessionárias pela liderança do mercado. No balanço final do ano, cinco montadoras dominaram 80% das vendas de automóveis e carros comerciais leves: Fiat (25,9%), Volkswagen (22,9%), General Motors (21,3%) e Ford (10,5%).

O mercado consumidor também está concentrado. Apesar da expansão das vendas, a maioria dos negócios é realizada nas grandes cidades.

Segundo dados da Fenabrave, metade dos automóveis é emplacada em 20 cidades. Dentre elas, apenas quatro não são capitais: Campinas (9º), São Bernardo do Campo (13º), Ribeirão Preto (15º) e Santo André (20º).

São Paulo lidera o ranking com 366,6 mil emplacamentos no ano. Em seguida estão Belo Horizonte, Rio e Curitiba.

O presidente da Fenabrave lembra que os incentivos fiscais de algumas cidades, como Belo Horizonte e Curitiba, atraem locadoras de veículos. Para ele, muitos carros emplacados nessas cidades circulam em outros municípios.

Reze justifica a concentração do setor pelo potencial econômico dos municípios. Ele disse que o mercado de veículos nos grandes centros urbanos pode até saturar, mas isso não vai desaquecer as vendas, já que os consumidores passarão a fazer compras de reposição.

Para ele, a concentração das vendas aponta para mercados ainda não explorados e o setor precisa conquistar consumidores nas cidades menores.

 
últimas notícias da categoria:
 
Mais notícias desta categoria:
 
Veja todas as notícias:
 
Envie esta notícia

 Voltar
  • banner_america_latina

© Copyright 2007 / 2007 - Todos os Direitos Reservados