• Argentina
  • Bolívia
  • Brasil
  • Chile
  • Colômbia
  • Costa Rica
  • Cuba
  • Equador
  • El Salvador
  • Guatemala
  • Honduras
  • México
  • Nicarágua
  • Panamá
  • Paraguai
  • Peru
  • República Dominicana
  • Uruguai
  • Venezuela
Financeiro
Procura de empresas por crédito bate recorde em março, aponta Serasa

A procura das empresas por crédito cresceu 17,9% em março no confronto com o mês anterior, segundo os dados da Serasa Experian divulgados nesta terça-feira, batendo recorde histórico. O indicador subiu para 110,8, o maior patamar de toda a série, iniciada em janeiro de 2007.

No comparativo com igual intervalo em 2009, a demanda registrou expansão de 24,1%. Já no acumulado do primeiro trimestre, houve alta de 12,7%.

Segundo os economistas da Serasa, o ritmo acelerado de crescimento da atividade econômica, percebido no início deste ano, e as boas perspectivas para o restante de 2010 incrementaram a procura por crédito das empresas para capital de giro e para investimentos, tendência que deverá prevalecer ao longo dos próximos meses.

As micro e pequenas empresas se destacaram em março, com alta de 19,0% ante fevereiro, ante expansão de apenas 0,9% das médias e redução de 1,9% das grandes.

Na avaliação dos técnicos da Serasa, por estarem mais atreladas ao mercado interno, a busca por crédito dessa categoria de menor porte também se destaca no acumulado do trimestre (14,1%), praticamente empatando com a alta registrada pelas grandes empresas (14,4%).

Já as médias registraram queda, de 8,1%, ainda afetadas pelo desempenho das exportações, com o mercado externo em recuperação, de forma lenta, dos impactos adversos da crise internacional.

Serviços

Por setor econômico, as empresas de serviços lideraram a expansão, registrando avanço de 19,8% no confronto com o mês anterior, seguidas do comércio (17,6%) e das indústrias (12,9%).

No acumulado do primeiro trimestre, as altas foram, respectivamente, 13,3%, 13,1% e 8,5% no comparativo com o mesmo período em 2009. A maior exposição do setor industrial ao cenário externo é apontada pelos economistas como uma das causas do fraco desempenho ante os demais setores.

Todas as regiões do país tiveram elevação na procura por crédito no mês passado ante fevereiro, variando de 27,2% no Norte a 16,3% no Sul. No acumulado dos três primeiros meses do ano, as regiões com maior crescimento foram o Nordeste e o Centro-Oeste, ambas com altas de 17,4%.

Fonte: Folha de SP

 
últimas notícias da categoria:
 
Mais notícias desta categoria:
 
Veja todas as notícias:
 
Envie esta notícia

 Voltar
  • banner_america_latina

© Copyright 2007 / 2007 - Todos os Direitos Reservados